Archive for ‘Produto Interno Lírico’

1 de janeiro de 2013

Um pássaro

Por Valeriano Penaforte

Assar um pássaro;

Cortar suas asas;

Queimá-lo em brasas.

Um pássaro morto.

Eu saro quando

O tempo está claro.

Então eu sou um cara raro.

Eu sei que eu o matei.

passaropreto5908972

Anúncios
11 de julho de 2012

acreditar

Por Valeriano Penaforte
se acreditar na sua verdade te
traz felicidade, então acredite nela
porque te faz feliz
e isso é o que é importante
o importante é isso
ser feliz
não é isso o que se diz?
Tags:
18 de abril de 2012

Física quântica

Por Valeriano Penaforte

O símbolo da eletricidade

girando sobre a minha

cabeça

desça rodando

meu amor

e esqueça

o que

pensou.

 

 

11 de março de 2012

A verdade

Por Valeriano Penaforte

A verdade é o alimento da alma

e ela me traz calma e paz.

A verdade é o alimento da alma

e coisas boas ela me faz.

Aqui jaz o velho homem

e o novo nasce logo atrás.

Seja só um

um a mais.

 

4 de março de 2012

Poeta

Por Valeriano Penaforte

Minha mente é de poeta

Minha mente é de poeta

Assim como os poetas

e letristas de repente

de repente sou poeta.

26 de fevereiro de 2012

Brinquedos tortos

Por Valeriano Penaforte

Quando eu era

criança eu matava

meus brinquedos

todos eles mortos meus

brinquedos tortos

12 de fevereiro de 2012

amor e ódio

Por Valeriano Penaforte*

Prefiro ser odiado de verdade do que amado de mentira;

então se vira.

*Valeriano Penaforte é poeta e publica n’A rês pública aos domingos.

5 de fevereiro de 2012

Um

Por Valeriano Penaforte*

Eu sou um e só um.

 

 

 

 

 

 

*Valeriano Penaforte é poeta e publica n’A rês pública todos os domingos.

29 de janeiro de 2012

Potencial

Por Valeriano Penaforte*

Eu sou um vetor

em potencial.

Eu nunca vou me perdoar por isso.

Nervos simpáticos

e parassimpáticos.

O céu rachou gêmeos siameses

puxando maconha.

*Valeriano Penaforte é poeta e publica n’A rês pública aos domingos.

22 de janeiro de 2012

Universo paralelo

Por Valeriano Penaforte*

 

Eu sou um e verso sobre meu universo.

 

 

*Valeriano Penaforte é poeta e publica n’A rês pública aos domingos.